Sexta-feira, 20 de Abril de 2018

MAR VIRTUAL - lançamento SELO SESC - São Paulo - MAIO 2018

corte foto Mar Virtual capa.png

 

Eugénia Melo e Castro nos acostumou com a característica elegância do seu canto. Brindou-nos com interpretações admiráveis da MPB. Foi pioneira do que se costuma chamar o diálogo musical entre os dois lados do Atlântico onde se fala português.

Agora nos lança, literalmente, nas águas do experimentalismo, ao se atirar, ousada e segura, no oceano da poética vanguardista de seu pai, o poeta português E. M. de Melo e Castro, mentor da Poesia Experimental lusa, surgida na década de 60, e que inaugurou um amplo intercâmbio com o Concretismo brasileiro.

Mar Virtual agrupa músicas compostas pela filha, que também selecionou os textos, e amesendou-se na companhia de Mário Laginha, Ana Deus, Alexandre Soares, Gil Assis e Emílio Mendonça, coautor de 10 composições do CD. Mendonça é músico reconhecido, produtor e professor. Já acompanhou figuras como Tom Zé, entre outros. Neste projeto, toca em todas as faixas, além de ser o arranjador e o diretor musical.

A seleção dos textos abrange poemas desde o início da obra paterna, até a atualidade. Eugenia enfrentou textos espinhosos, como “Soneto soma 14”. É como se adotasse a veia experimental do pai, enveredando por vias melódicas mescladas com a densidade da vanguarda e o lirismo expressivo.

Ela ousou remexer, com argúcia e atenção, no magma da obra do pai, e içar de lá genuínos diamantes em forma de músicas que despertam inúmeras sensações, explorando todas possibilidades.

Voz e piano não limitam a empreitada, pelo contrário, criam ambiências que se repetem, dialogam e ampliam as ressonâncias contemporâneas, de Eric Satie a Philip Glass ou alguma Lira Paulistana, miscigenando o erudito e o pop com total desenvoltura.

Ouça-se a faixa “Velho”, exemplar na sua modernidade; ou a parceria com Laginha, “Um homem que canta e vê”, resultando num intimismo delicado.

Neste genuíno encontro entre pai & filha; entre voz & poema; entre experimentação & desafio, filha & pai conjugam, em uníssono, o amor e o afeto pela palavra e a música.

 

Texto de Jorge Henrique Bastos,  São Paulo, 2018

 

Publicado por popogirl às 15:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Bem Querer / Futuros Amantes


Veja mais vídeos aqui!

AVISO AOS NAVEGANTES :

ESTE BLOG É (TAMBÉM) UMA BASE DE DADOS ACTUALIZADOS SOBRE EUGÉNIA MELO E CASTRO. DESTINA-SE AO REGISTO DE ENTREVISTAS, MATERIAIS DE IMPRENSA, MÉDIAS, MP3, VIDEOS, MATERIAL DE PESQUISA, BIOGRAFIA, HISTÓRIAS, OPINIÕES, CRÓNICAS, FOTOS, DATAS, AUTORES, MÚSICOS ENVOLVIDOS, ASSUNTOS RELACIONADOS, DEPOIMENTOS, LINKS RELACIONADOS, AGENDA DE SHOWS, ACTUALIZAÇÃO DE ACTIVIDADES, LANÇAMENTOS E RELANÇAMENTOS DE CDs, DVDs, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS, GRAVADORAS, DIREITOS AUTORAIS, LETRAS, CONVIDADOS ESPECIAIS, ONDE, COMO E QUANDO.

Arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO