Segunda-feira, 24 de Abril de 2006

IMPRENSA DESCONSTRUÇÃO - PORTUGAL E BRASIL

Desconstruir o “Des Cons Tru Ç ão”


Já há algum tempo “arrumei a casa” e coloquei num só post algumas das críticas que o cd “Desconstrução” de Eugénia Melo e Castro tem vindo a “recolher” desde 2004. Passado algum tempo e com novas críticas recolhidas em revistas, jornais, blogs, sites, etc, etc…altura mais que ideal para uma nova actualização do que se tem vindo a dizer sobre este disco ABSOLUTAMENTE IMPERDÍVEL. Para ler na íntegra os artigos, já sabe, é só navegar no histórico deste nosso cantinho:


Com "Desconstrução", a cantora portuguesa realiza um dos seus grandes sonhos, o de gravar a música de Chico, com a participação do mesmo. Para além de Chico Buarque, Melo e Castro conta com a participação, em "Bem querer/Futuros amantes", de Adriana Calcanhoto, num disco feito de muito bom gosto e charme, em que os arranjos são dignos de destaque. mAGAZINE artes


Um CD maravilhoso! É essa a qualificação mais apropriada para o álbum “Desconstrução” que a cantora portuguesa Eugénia Melo e Castro lançou, no final do ano passado, através do qual mergulha nas canções de Chico Buarque. Vários artistas já fizeram discos revisitando a obra musical do poeta. Poucos, contudo, foram tão felizes quanto Eugénia. Dona de uma voz potente e afinadíssima, a cantora construiu um disco fantástico, reunindo canções de diversas fases do compositor e revestindo-as com arranjos modernos e vigorosos. Um belo e luxuoso trabalho de fazer morrer de inveja certas cantoras brasileiras que mais aprontam do que cantam...Por Rubens Lisboa 


 Em "Des Cons Tru Ção", o seu novo disco, Eugénia trabalhou a obra de autoria de Chico Buarque, tendo a ousadia de intervir na obra de Chico Buarque. Tornando-o mais "português", contando com a ajuda de Eduardo Queiroz na produção e com a ajuda de dois monstros da música brasileira, cada um de uma geração diferente, falamos do próprio Chico Buarque que participa vocalmente em dois temas do disco e Adriana Calcanhoto que canta num dos temas de "Des Cons Tru Ção". Um regresso em grande desta artista que sempre procurou a diferença e a perfeição, desta feita parece realmente que quase a alcançou. Blog A das Artes


O sotaque luso já está acostumado ao repertório verde e amarelo. Desde cedo Eugénia Melo e Castro descobriu a música brasileira e, por diversas vezes, interpretou a obra de nossos maiores compositores. Dessa vez Eugénia dedica um CD inteiro com a música de Chico Buarque de Hollanda. Em um disco acústico com direito a cordas e sopros de tom camerístico, Eugénia passeia por várias fases da carreira de Chico Buarque, partindo das lembranças da infância ao som de A banda passando pela crítica social de Construção até românticas como Olhos nos olhos. Eugénia mostra conhecimento da obra de Chico e junta países e sotaques na música. Beto Freitosa


Gravar Chico Buarque, o grande compositor da Alma Feminina, é o sonho de qualquer cantora. Mas Eugénia Melo e Castro não é uma intérprete qualquer (…) o albúm “Des cons tru ção” no qual ela canta 17 temas de Chico, soa natural, um feliz encontro valorizado em arranjos delicados. Com um reportório irretocável, Eugénia deita e rola com sua voz firme e Cristalina (…) Imperdível. Revista UMA


Des cons tru ç ão é um disco acústico, quase camerístico, refinado, em que voz e arranjos estão a serviço da beleza intrínseca de canções como Teresinha, Soneto, As Vitrines, Maninha, Basta um Dia, Atrás da Porta, A Mais Bonita e a pouco conhecida Trapaças. Lauro Lisboa Garcia


O disco mostra uma série de alterações harmônicas nas canções do Chico autor padrão que guiou a escolha do repertório. "Olê, Olá" ganhou um fundo percursivo bem marcado e declamação. Em "Bem Querer", há um acordeão que se sobressai e um belo duo com Adriana Calcanhoto. Juntas, elas cantam e entrecortam a canção com versos de "Futuros Amantes". Com Chico, Castro faz em "Bom Conselho" uma das mais bonitas canções do disco. Janaina Fidalgo


E nem precisava de ter a Adriana Calcanhoto ou o próprio Chico Buarque, como tem, para eu me convencer da qualidade do resultado. Dizia o João Gobern que Chico dá o aval: canta em dueto por duas vezes. Adriana Calcanhotto é a cereja no topo do bolo. Eugénia Melo e Castro é, em crescendo, motivo de festa. Vamos? Vamos pois. Temos Eugénia por mais 25 anos de carreira. Adolfo Mesquita Nunes


Tudo o que é indispensável para um cantor, ou que seja cantora, abordar o maduro, seguro, aventureiro e sensível autor que é Francisco. Capaz do golpe certeiro de "Construção" e do postal iluminado de "Brejo da Cruz", do amor em perda do "Gota de Água" e do feminino singular de "Com açúcar, com Afeto" ou de "Teresinha". Tudo ressurge agora, aqui, à medida de Eugénia e da sua voz, sempre menina as mais certeira do que nunca no registo, e dos arranjos, que ajudam a reinventar uma dúzia de obras-primas. João Gobern


 Músicas de Chico Buarque interpretadas no delicioso sotaque português de Eugénia Melo e Castro são o desassossego do CD Desconstrução. Para apreciar acompanhado de um Porto ou um bom tinto português. Diário OnLine Brasil


Eugénia pegou em 15 temas sólidos, desmontou-os e voltou a compô-los, com a mesma essência mas uma nova estrutura. As alterações foram radicais e, não fosse a imutabilidade das letras, as músicas pareceriam completamente novas. Jornal on-line da Ubi, Covilhã


Intimista, clássico e imbuído de poesia, "Desconstrução" vale precisamente pela ousadia dos arranjos e da intervenção autoral, bem como pela selecção brilhante do repertório de Buarque que, por ser tão vasto, não terá tornado fácil a missão. Correio da Manhã


Quem ouvir Des Cons Tru Ção vai deparar com versões arrojadas de temas conhecidos, mas desta vez com uma segurança que Eugénia não atingira nunca ao abordar o reportório brasileiro. Sem tiques desnecessários, com clareza, bom gosto e contenção no fraseado mantendo sempre a pronúncia de Portugal, mesmo quando poeticamente se afigura difícil ou arriscado. Nuno Pacheco


Só que a maior subversão de Eugénia é entoar o cancioneiro de Chico de forma menos dramática. Integrando cordas e sintetizadores, a cantora veste Terezinha (1977) com traje camerístico e mostra Olhos nos Olhos (1976) em atmosfera rarefeita, na contramão dos registros teatrais da música. Um dos achados de Des Cons tru ç ão é unir Bem Querer (canção de 1975, feita para a trilha da peça Gota d´Água) a Futuros Amantes (1993) pelo fato de as duas letras projetarem a vivência do amor idealizado para o futuro. Adriana Calcanhotto participa da faixa, se alternando com Eugénia no canto e na récita de versos das duas belas canções. Construção (1971) é outro destaque do CD de Eugénia, com batida seca que realça a natureza implacável do destino traçado na engenhosa letra. Mauro Ferreira


A audição atenta do "Desconstrução" revela pequenos tesouros. E a cada audição, mais se revela a Eugénia interpréte, uma cantora fascinante, que se torna assim quase que uma co-autora das canções clássicas do Chico. Eloy Varandas


"Desconstrução" surpreende por revelar como novas, musicas sobejamente conhecidas por todos. Como se o universo de Chico, tantas vezes revisto, conhecesse agora a versão definitiva. Jonas Santos


A cantora portuguesa Eugénia Melo e Castro, profundamente ligada à música brasileira, é uma subversiva confessa. Em seu novo disco, Des Cons Tru Ç Ão, não hesitou em ousar, literalmente demolindo canções de Chico Buarque e as reorganizando e reconstruindo, o que resultou em novas, inusitadas e saborosas sonoridades. Trabalho de primeiríssima linha. Toninho Spessoto


Em Desconstrução, o belo e luxuoso novo disco da cantora portuguesa Eugénia Melo e Castro, a obra de Chico Buarque é revolvida e remodelada sem agredir a essência. Tudo orquestrado com elegância e esmero. Tárik de Sousa


Publicado por Eugénia Melo e Castro às 14:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Ouça aqui

EMAIL/ CONTACTOS/ SITE OFICIAL

eugeniamc@sapo.pt http://www.eugeniameloecastro.com

Bem Querer / Futuros Amantes


Veja mais vídeos aqui!

AVISO AOS NAVEGANTES :

ESTE BLOG É (TAMBÉM) UMA BASE DE DADOS ACTUALIZADOS SOBRE EUGÉNIA MELO E CASTRO. DESTINA-SE AO REGISTO DE ENTREVISTAS, MATERIAIS DE IMPRENSA, MÉDIAS, MP3, VIDEOS, MATERIAL DE PESQUISA, BIOGRAFIA, HISTÓRIAS, OPINIÕES, CRÓNICAS, FOTOS, DATAS, AUTORES, MÚSICOS ENVOLVIDOS, ASSUNTOS RELACIONADOS, DEPOIMENTOS, LINKS RELACIONADOS, AGENDA DE SHOWS, ACTUALIZAÇÃO DE ACTIVIDADES, LANÇAMENTOS E RELANÇAMENTOS DE CDs, DVDs, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS, GRAVADORAS, DIREITOS AUTORAIS, LETRAS, CONVIDADOS ESPECIAIS, ONDE, COMO E QUANDO.

Arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO