Domingo, 18 de Junho de 2006

Mais uma do CM

Discos: ‘Desconstrução’ em destaque esta semana


A eterna ‘portuguesinha’ do Brasil, Eugénia Melo e Castro, arriscou desta vez fazer uma releitura da genial obra de Chico Buarque, num novo disco com o apropriado título de ‘Desconstrução’. Intimista, clássico e imbuído de poesia, ‘Desconstrução’ vale precisamente pela ousadia dos arranjos e da intervenção autoral, bem como pela selecção brilhante do repertório de Buarque que, por ser tão vasto, não terá tornado fácil a missão. A verdadeira ‘paixão’ de Geninha por Buarque remonta à infância da artista, quando o pai (o escritor Ernesto de Melo e Castro) lhe trouxe do Brasil o disco ‘A Banda’, corria o ano de 1966. Então com oito anos, Geninha estava longe de imaginar que aquele pedaço de vinil seria crucial no seu futuro e nas suas escolhas de vida. A partir desse momento mágico, apenas iria preocupar-se em encher a sua vida de música e poesia brasileiras, da sua gíria, estilos e autores. O ‘processo de aculturação’ continua até 1980, altura em que viaja para o Brasil e por lá começa uma carreira musical que já dura há 25 anos, com 20 discos editados em ambos os lados do Atlântico. ‘Desconstrução’ é, por isso, o encontro do ‘mestre’ com a sua ‘pupila’. Não que seja um encontro inédito (em 1990, Geninha e Buarque gravaram juntos ‘Contrastes’ para a colectânea ‘Amor é Cego e Vê’), mas é o primeiro em que a cantora concretiza as inúmeras afinidades na conduta poética e musical de ambos. Além da colaboração de Adriana Calcanhotto (em ‘Bem Querer/Futuros Amantes’), Geninha contou com a ‘bênção’ do próprio Buarque, que com ela partilhou as vocalizações em ‘Bom Conselho’, ‘Olê, Olᒠe ‘Injuriado’. Este último é a manifestação máxima da ousadia da intervenção da artista, a par com o tom de samba vanguardista que imprimiu a ‘Corrente’, as nuances jazzy que deu a ‘Olhos nos Olhos’ e ‘Com Açúcar, Com Afecto’, ou a dimensão dramática que emprestou a ‘Teresinha’. ‘Desconstrução’ é, ainda, o primeiro disco feito por um português exclusivamente sobre a obra do compositor brasileiro e pela cantora que ‘inventou’ as parcerias musicais entre portugueses e brasileiros.


Vanessa Fidalgo Correio da Manhã , 07-11-2005

Publicado por Eugénia Melo e Castro às 02:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Ouça aqui

EMAIL/ CONTACTOS/ SITE OFICIAL

eugeniamc@sapo.pt http://www.eugeniameloecastro.com

Bem Querer / Futuros Amantes


Veja mais vídeos aqui!

AVISO AOS NAVEGANTES :

ESTE BLOG É (TAMBÉM) UMA BASE DE DADOS ACTUALIZADOS SOBRE EUGÉNIA MELO E CASTRO. DESTINA-SE AO REGISTO DE ENTREVISTAS, MATERIAIS DE IMPRENSA, MÉDIAS, MP3, VIDEOS, MATERIAL DE PESQUISA, BIOGRAFIA, HISTÓRIAS, OPINIÕES, CRÓNICAS, FOTOS, DATAS, AUTORES, MÚSICOS ENVOLVIDOS, ASSUNTOS RELACIONADOS, DEPOIMENTOS, LINKS RELACIONADOS, AGENDA DE SHOWS, ACTUALIZAÇÃO DE ACTIVIDADES, LANÇAMENTOS E RELANÇAMENTOS DE CDs, DVDs, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS, GRAVADORAS, DIREITOS AUTORAIS, LETRAS, CONVIDADOS ESPECIAIS, ONDE, COMO E QUANDO.

Arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO