Sexta-feira, 14 de Julho de 2006

Na cozinha...com ELA!!

"Chovia a cântaros na Herdade da Boa Vista, bem no centro do Ribatejo. «Aqui entra-se pela cozinha», diz. Uma grande mesa, muito decorada e colorida, já se encontra ali posta. Outra na sala. Éramos dez pessoas para o almoço. Num ambiente muito caloroso, particularmente agradável na desolação deste dia de final de Outubro, enquanto um amigo brasileiro faz caipirinhas, chegam travessas de pastéis de massa tenra e de empadas de galinha, tábuas de queijos e de enchidos. Tudo a acompanhar uma deliciosa ratatouille feita com esmero pela Eugénia. E ainda azevias de grão para a sobremesa. No Verão, o terraço - hoje inundado pela chuva - transforma-se numa confortável sala com sofás, redes, mesas e cadeiras. «Há sempre sumo de melancia com vodka, gaspacho e saladas.»


Anfitriã emérita, não tem contudo a menor ideia de como se fazem muitos pratos da cozinha tradicional portuguesa. Bacalhau, por exemplo, acha «estranhíssimo». Aprendeu a cozinhar em casa de sua avó, na Covilhã. Fazia gincanas de bicicleta à volta da mesa da cozinha. Nessa enorme cozinha, sempre movimentada, havia fogão a lenha, pias de pedra e uma grande mesa de trabalho. Aqui faziam-se galantines, filhós e outras coisas extraordinárias. À mesa comiam todos coisas diferentes - o avô detestava tomate, a avó não tolerava sal, a irmã só comia bifes com batatas fritas e a Eugénia gostava de tudo. Nesta casa também se fazia vinho, e o primeiro salário que Eugénia recebeu, ainda criança, que consistia em dinheiro e pão com marmelada, ganhou-o a trabalhar nas vindimas. Certa vez caiu no lagar enquanto pisava o mosto e foi salva pelo mesmo homem que já antes tinha salvo seu pai de igual aflição.


Adora cozinhar e estar à conversa na cozinha. Na família houve sempre uma grande tradição de gastronomia, registada em diversos livros de receitas da avó, que os guardava com grande apego, mas que desapareceram misteriosamente há tempos. A cozinha é aliás o ambiente de que mais gosta, e a divisão mais concorrida e animada em todas as suas casas. Cozinheira por intuição e prazer, orgulha-se sobretudo dos pratos «gloriosos e irrepetíveis» que faz aproveitando restos. Do dia passado na Herdade da Boa Vista fica-nos uma impressão de genuína hospitalidade. As receitas que Eugénia nos deu, pelas quantidades dos ingredientes que previam, são dela bem testemunho, e ilustram a generosidade de quem tem particular prazer em viver cercada de largos grupos de amigos, e em acolhê-los calorosamente."


Eugénia Melo e Castro no livro "Na cozinha com elas", Alêtheia Editores.


www.aletheia.pt

Publicado por Eugénia Melo e Castro às 21:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Ouça aqui

EMAIL/ CONTACTOS/ SITE OFICIAL

eugeniamc@sapo.pt http://www.eugeniameloecastro.com

Bem Querer / Futuros Amantes


Veja mais vídeos aqui!

AVISO AOS NAVEGANTES :

ESTE BLOG É (TAMBÉM) UMA BASE DE DADOS ACTUALIZADOS SOBRE EUGÉNIA MELO E CASTRO. DESTINA-SE AO REGISTO DE ENTREVISTAS, MATERIAIS DE IMPRENSA, MÉDIAS, MP3, VIDEOS, MATERIAL DE PESQUISA, BIOGRAFIA, HISTÓRIAS, OPINIÕES, CRÓNICAS, FOTOS, DATAS, AUTORES, MÚSICOS ENVOLVIDOS, ASSUNTOS RELACIONADOS, DEPOIMENTOS, LINKS RELACIONADOS, AGENDA DE SHOWS, ACTUALIZAÇÃO DE ACTIVIDADES, LANÇAMENTOS E RELANÇAMENTOS DE CDs, DVDs, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS, GRAVADORAS, DIREITOS AUTORAIS, LETRAS, CONVIDADOS ESPECIAIS, ONDE, COMO E QUANDO.

Arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO