Sábado, 14 de Janeiro de 2006

2 noites inesquecíveis

05 de setembro de 1991, quinta-feira, 22 horas, Teatro Crowne Plaza, São Paulo. Eugénia Melo e Castro apresenta o recital O AMOR É CEGO E VÊ, com Nelson Ayres (piano), Paulo Belinatti (violão) e Zeca Assumpção (contrabaixo).

O termo recital é mais apropriado para começar a explicar o que foi aquela noite. A palavra show não teria a mesma força, seria mais vulgar. O Crowne Plaza é um teatro pequeno, que pertence ao hotel de mesmo nome. Sua lotação é de aproximadamente 100 pessoas. Não havia absolutamente nenhuma amplificação do som dos instrumentos na apresentação. Eugénia cantou sem microfone. Bem, para ser mais exato, soube-se depois que havia um microfone posicionado no centro e no alto do palco, que captava os sons. E só. Mas por ser um local pequeno, tudo se ouvia e com a maior nitidez possível.

Os músicos estavam em grande forma. Não se ouviu ali nenhuma nota desnecessária, nenhum acorde a mais, nenhum virtuosismo gratuito. Os 3 grandes músicos tocavam no limite da perfeição e estavam de tal forma integrados com a Eugénia, que parece que aquela formação era única e a definitiva de suas carreiras. Eugénia estava iluminada, cantando e interpretando com intensa sabedoria belas canções portuguesas antigas, que ela mesma pesquisou e concebeu como um projeto. Naqueles momentos que se sucedem a um número musical e que ainda não se escutam os primeiros aplausos, o silêncio era profundo e mais perceptível ainda pela falta de amplificação, era como se fosse uma moldura para a retomada dos nossos sentidos, como se fosse necessário para que recobrássemos a respiração suspensa.

O recital não durou muito mais que uma hora, mas foi tempo suficiente para que voltássemos para nossas casas e para nossas vidas simples e normais, um pouco mais generosos, um pouco mais sábios, um pouco mais humanos.

Os grandes artistas têm esse poder de desvendar os mistérios da alma, e por instantes sentimos o inexplicável, a essência de tudo. Nem que seja por alguns instantes apenas, pois a estrada para o conhecimento é muito longa. E Eugénia é uma grande artista.

Ah, estava me esquecendo da outra noite inesquecível. Dia 12 de setembro de 1991, também uma quinta-feira, 22 horas, Teatro Crowne Plaza, São Paulo. Fui ver Eugénia e o O AMOR É CEGO E VÊ novamente...

Publicado por Eugénia Melo e Castro às 19:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Ouça aqui

EMAIL/ CONTACTOS/ SITE OFICIAL

eugeniamc@sapo.pt http://www.eugeniameloecastro.com

Bem Querer / Futuros Amantes


Veja mais vídeos aqui!

AVISO AOS NAVEGANTES :

ESTE BLOG É (TAMBÉM) UMA BASE DE DADOS ACTUALIZADOS SOBRE EUGÉNIA MELO E CASTRO. DESTINA-SE AO REGISTO DE ENTREVISTAS, MATERIAIS DE IMPRENSA, MÉDIAS, MP3, VIDEOS, MATERIAL DE PESQUISA, BIOGRAFIA, HISTÓRIAS, OPINIÕES, CRÓNICAS, FOTOS, DATAS, AUTORES, MÚSICOS ENVOLVIDOS, ASSUNTOS RELACIONADOS, DEPOIMENTOS, LINKS RELACIONADOS, AGENDA DE SHOWS, ACTUALIZAÇÃO DE ACTIVIDADES, LANÇAMENTOS E RELANÇAMENTOS DE CDs, DVDs, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS, GRAVADORAS, DIREITOS AUTORAIS, LETRAS, CONVIDADOS ESPECIAIS, ONDE, COMO E QUANDO.

Arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO