Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Wagner Tiso - o Disco

Mineiro dos mais discretos, apesar da aparente redundância, o compositor, arranjador e pianista Wagner Tiso comemora suas quatro décadas de carreira com uma luxuosa caixa de 4 CDs - Da sanfona à sinfônica – 40 anos de arranjos (Universal, 2007) -, no qual relembra alguns dos melhores momentos de sua faceta de arranjador. Afinal, o homem que integrou os grupos Sambacana e Som Imaginário, e que assinou trilhas de filmes como Inocência (1981) e A ostra e o vento (1997), esteve ao lado de artistas dos mais diversos, desde Cauby Peixoto até Paulo Moura, passando por Maysa, Gonzaguinha, Engenheiros do Hawaii, Flora Purim e o grande amigo Milton Nascimento. Divididos em blocos, os quatro CDs são intitulados Manto das estrelas, Na batuta do sucesso, Futuro do pretérito e Veredas.
 
No primeiro, arranjos com orquestra sinfônica, no qual se destacam “Corsário” (João Bosco e Aldir Blanc) em gravação inédita de 2005 com o próprio João Bosco; “Amor proibido” (Cartola) do disco Confusão urbana, suburbana e rural (1976) de Paulo Moura; “Nós” (Johnny Alf) do disco Nós (1974) de Alf; “Nuvem cigana” (Lô Borges e Ronaldo Bastos) do disco Clube da Esquina (1972) e “A terceira margem do rio” (Milton Nascimento e Caetano Veloso) do disco Txai (1990) de Milton. O segundo disco, como o próprio título sugere, traz grandes sucessos que tiveram arranjos assinados por Tiso, tais como “Meu bem querer” (Djavan), “Começaria tudo outra vez” (Gonzaguinha), “Caçador de mim” (Sérgio Magrão e Luiz Carlos Sá), “Gota d’água” (Chico Buarque), “Milagre dos peixes” (Milton Nascimento e Fernando Brant), “Encontros e despedidas” (Milton Nascimento e Fernando Brant), “Escrito nas estrelas” (Arnaldo Black e Carlos Rennó) e “Coração de estudante” (Wagner Tiso e Milton Nascimento).
 
Repleto de surpresas, o terceiro disco é todo de releituras de grandes sucessos, com direito a Mercedes Sosa e “Coração de estudante”, Maysa e “Se você pensa” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Milton Nascimento e “A noite do meu bem” (Dolores Duran), o grupo vocal norte-americano Manhattan Transfer e “Viola violar” (Milton Nascimento e Márcio Borges), Adriana Calcanhotto e “Sonífera ilha” dos Titãs e Dominguinhos refazendo “No dia em que eu vim me embora” (Caetano Veloso e Gilberto Gil). Por último, o quarto disco traz um pouco dos projetos especiais e homenagens que Wagner Tiso se meteu nestas quatro décadas, com direito a uma “Suíte Humberto Teixeira”, um raro encontro com Tom Jobim em “Esperança perdida” (Tom Jobim e Billy Blanco), com a cantora portuguesa Eugénia Melo e Castro em “Soneto da separação” (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) e com Gal Costa, em duas faixas retiradas de seu Acústico MTV de 1997, “Força estranha” (Caetano Veloso) e “Só louco” (Dorival Caymmi).
 
Por Dafne Sampaio
Publicado por popogirl às 04:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Ouça aqui

EMAIL/ CONTACTOS/ SITE OFICIAL

eugeniamc@sapo.pt http://www.eugeniameloecastro.com

Bem Querer / Futuros Amantes


Veja mais vídeos aqui!

AVISO AOS NAVEGANTES :

ESTE BLOG É (TAMBÉM) UMA BASE DE DADOS ACTUALIZADOS SOBRE EUGÉNIA MELO E CASTRO. DESTINA-SE AO REGISTO DE ENTREVISTAS, MATERIAIS DE IMPRENSA, MÉDIAS, MP3, VIDEOS, MATERIAL DE PESQUISA, BIOGRAFIA, HISTÓRIAS, OPINIÕES, CRÓNICAS, FOTOS, DATAS, AUTORES, MÚSICOS ENVOLVIDOS, ASSUNTOS RELACIONADOS, DEPOIMENTOS, LINKS RELACIONADOS, AGENDA DE SHOWS, ACTUALIZAÇÃO DE ACTIVIDADES, LANÇAMENTOS E RELANÇAMENTOS DE CDs, DVDs, PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS, GRAVADORAS, DIREITOS AUTORAIS, LETRAS, CONVIDADOS ESPECIAIS, ONDE, COMO E QUANDO.

Arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO